4 de novembro





Mais um aniversário...
Eu só quero espalhar a minha gratidão por onde eu passar. Chegar até aqui é sensacional!
Viver intensamente não é viver no risco, mas sentir todas as coisas como se fossem únicas, e são.
Cada sorriso, cada abraço, cada amizade, cada sofrimento, cada lágrima... e a vida vai seguindo ...
O que me deixa mais feliz? Ter Jesus, ser mãe, ser obstinada...
Obstinada a completar o meu ciclo de forma plena, mesmo que isso em alguns momentos pareça utópico.
A maturidade nos deixa mais responsável, isso é fato, mas não deixo de ter um sorriso adolescente. Uma nostalgia boa do passado e o presente todo dia batendo na porta.
O que eu desejo fazer na vida nessa altura do campeonato? Desejo fazer o bem.
O bem pra as pessoas que passam por minha vida e até mesmo aquelas que eu não conheço. Se minhas ações chegam até elas pra ajuda-las, já valeu!
 Bem aos meus filhos que vejo crescer assustadoramente.
 Bem a obra de Deus que sempre será meu alvo.
E bem pra mim mesma.
E o futuro? É sempre uma incógnita, mas Deus sempre estará no comando. A gente propõe e ele aprova ou não aprova.
A felicidade não é exatamente o que desenhamos.  Escolher o certo as vezes dá trabalho, e aliar a ideia de felicidade a trabalho não combina num mundo de ações imediatas e sem esforço.
Toda virada de década é assim mesmo, sempre acontece uma transição...e seu estou feliz com Deus, comigo e com o novo.
Obrigada Senhor por mais um dia 4 de novembro. Amoooo!

Bjos, até breve.
Damaris Dutra





Cristãvip lança sua sétima edição!

A Revista Cristãvip lança sua sétima edição e trás dois grandes pastores vinculados a COMIEADEPA, Pastor Enoch Pinheiro, presidente da igreja Assembleia de Deus em Santarém -Pa e Pastor Luiz Ferreira, pastor presidente na Assembleia de Deus em Miritituba -Pa. A revista chegou com duas capas e além dessas duas cidades representadas, temos também, cidades como Trairão, na pessoa de seu pastor Domerwille Rosa, Itaituba, pastor Nivaldo dos anjos, Marabá, pastor Sales Batista e outras ...a revista também veio recheada de muitos eventos que mostra que no Pará existe um grande movimento do povo de Deus. Não deixe de adquirir seu exemplar e levar a revista Cristãvip a sua igreja. entre em contato: 93992375350







POR DAMARIS DUTRA

Meu diário




Eu tenho 40 anos e durante esse tempo passei por várias fases. Lembro-me que, quando criança, tinha medo de muitas coisas, entre elas, de está entre desconhecidos. Minha infância foi sofrida, mas inocente. Graças a Deus não sofri abusos, como é comum entre crianças em vulnerabilidade. Mas eu sempre fui sonhadora, e descobrir que sonhar é alimento pra alma. Minha mãe era super protetora e mesmo sem muita escolaridade, e, do jeito dela, nos ensinou princípios valiosos. E cresci...e fui vendo o mundo bem real.
Eu saí de casa aos 16 anos e nunca mais voltei. Mas o que se sabe aos 16 anos? Quase nada! Se fosse hoje, com certeza não teria saído tão cedo, mas, naquele momento, sabia que saía por providência divina.

Continua na próxima postagem...

Muitas coisas não tem explicação nesse mundo.

Damaris Dutra é formada em Direito, mestranda em Teologia pela EST -RS
e proprietária da Revista Cristãvip


A gente não pode ver o ar, mas não sobrevivemos sem ele. Não sabemos porque uns se vão tão cedo e outros vivem a 100 anos. 
Também não sabemos o que há do outro lado, quando fechamos nossos olhos pela ultima vez.
Mas temos certeza da nossa humanidade, e, que errar é sempre um risco.
Também não sabemos porque as pessoas se apaixonam. Pessoas que nunca se viram antes passam a ser especiais umas pras outras.
Mesmo que seja minunciosamente estudado pela ciência, ela jamais vai conseguir decifrar a tamanha complexidade do ser humano.
Deus é o único que compreende tal mistério, e seus atributos: amor, justiça e misericórdia, percorrem toda a terra na grande aventura, que é está perto de sua criação e assim lidar com ela.
O que leva uma pessoa a mudar de profissão depois de anos fazendo a mesma coisa?
 Ou alguém mudar de país  e viver o restos dos seus dias na companhia de pessoas totalmente diferentes de suas origens?
Ou dedicar-se na descoberta da cura de uma doença e no final da vida, depois de muito esforço, percebe que ainda levará mais uma década para isso acontecer?
O ser humano é movido por sonhos...
Passamos a vida toda idealizando algo  e vivemos pra buscar tal realização, porém, o medo nos trava e resolvemos viver apenas sonhando.
A gente vai cometendo erros e nos distanciando do nosso objetivo. Pensamos mais em proporcionar a alegria e felicidade aos outros do que a nós mesmos. 
Um dia nos descobrimos .... e a gente diz: 
-Eu também quero estar alegre e feliz!
Quando resolvemos nos proporcionar algo assim, já estamos tão comprometidos com a felicidade alheia que é muito difícil fazer algo por nós mesmos...
Contrariar os outros é algo que não queremos. Não mesmo! Mas conviver com um desejo e reprimi-lo é letal. Vamos morrendo aos poucos...
Ninguém vai colocar numa lápide a palavra herói, só porque alguém, contrariando seus sonhos, dedicou-se simplesmente em fazer o outro feliz. Talvez a outra pessoa, nunca tenha conseguido perceber a dimensão desse ato.
Fazer o outro feliz só funciona quando a própria pessoa é feliz. Eu faço alguém feliz, porque eu sou feliz!
Claro que queremos ver os nossos filhos felizes, pessoas que amamos e nos sacrificamos por elas. Mas um dia os filhos crescem e vão embora...
E cada um continua convivendo com suas utopias.
Mas fazer algo por nós mesmos é necessário...então faça agora! O tempo é tão veloz...
 Ninguém viverá nossos sonhos, ninguém pode mensurar nossos sacrifícios ...
ninguém conhece o coração do homem, só Deus! Ele sabe julgar com a sua reta Justiça. Sabe amar com o seu maravilhoso amor e sabe ser infinito em misericórdia. 
O resto, Ele não vem fazer por nós...